Conferência Internacional Samora Machel e a África Austral

Samora

Samora Machel e a África Austral: Desafios de Convivência Pacífica e Desenvolvimento Sócio-económico dos Povos da Região: de 1960 ao séc. XXI.
Maputo, 01 a 03 de Novembro de 2023

Durante as últimas quatro décadas do séc. XX (1960-1990), a África Austral vivenciou as lutas contra a dominação colonial, cujo corolário ocorreu com a emancipação política e social dos países da região. Nesse processo, a década de 1990 testemunhou o desmoronamento dos últimos redutos dos impérios europeus na região Austral, com a libertação da Namíbia e da África do Sul.
Nesse longo processo de luta pela emancipação política e social, protagonistas nacionalistas projectaram uma vivência que, significativamente, indiciava a ruptura sistémica, novos paradigmas societais e processos estruturantes no quadro económico em um âmbito regional como o foi Samora Machel. Samora Machel, cujo país se emancipou já em 1975, terá contribuído, sobremaneira, no rumo da geopolítica da região, bem como no lançamento de ideias sociais que apontavam para uma harmonia em um quadro mais amplo, situado em um contexto supra-nacional.
Formatado em uma auréola internacionalista, assumida pelo grupo a que pertencia desde a guerra pela emancipação política do seu país, na qual acabou sendo seu último dirigente e primeiro presidente do seu país independente, Samora Machel concebeu um ideal altruísta, visando uma liberdade e um desenvolvimento que não deviam confinar-se apenas ao seu país, facto que terá contribuído, de forma determinante, no rumo dos acontecimentos que decorreram na região austral do continente africano, e não só.
Volvidas quase quatro décadas do seu fatídico desaparecimento e pese embora os ideais samorianos estejam na ordem do dia, os mesmos são também confrontados por novas dinâmicas, parte delas paradoxais ao rumo airoso que estava sendo construído nos primeiros momentos da Linha da Frente (1976) e SADCC/SADC (1980):

 i) parte dos países da região continuam ainda a apresentar desequilíbrios sociais e económicos gritantes a ponto de indiciarem a continuidade de colonizações por outras formas, linearmente  combatidas por Samora Machel;
ii) contra todas as expectativas, a mesma região tem testemunhado uma escalada de acções xenófobas (2008, 2015, 2019, 2022, 2023) por parte de alguns sul-africanos contra imigrantes africanos negros de Moçambique, do Zimbabwe, da Nigéria (chamados de Makwerekwere – isto é, os africanos de fora), cujo impacto para o interior da África do Sul e países vizinhos foi desastroso, colocando em causa relações milenares de irmanda-de, convivência pacífica e respeito mútuo na região;
iii) incompreensivelmente há ruptura parcial da complementaridade económica por conta dos impasses rodoviários ligando África do Sul, por um lado e Moçambique e Zimbabwe, por outro, revelando uma
imagem internacional de uma África Austral insegura e alta- mente de risco para o investimento estrangeiro;
iv) contudo, em consonância com os ideais samorianos, no quadro da operacionalização de acções conjuntas no combate ao terrorismo em Moçambique, a África Austral está testemunhando, pela primeira vez, e de forma efectiva, a implementação de uma acção em bloco.

Estas e outras ideias suscitam a realização de um debate aberto à volta dos ideais de Samora Machel em forma de uma Conferência Internacional, cujo fim será o de trazer a sua contribuição, em vida e post mortem, na criação de um paradigma libertário, seja este de carácter mental, político, social, económico e que, em última instância, tenha desaguado na criação de uma envoltura de desenvolvimento da região austral da África.

Temas:

  • Paz e Segurança na África Austral
  • Desenvolvimento económico da África Austral
  • Transformações na Europa, América e Ásia e seu impacto na África Austral
  • Artes e Cultura

As propostas, em português, inglês ou espanhol, devem incluir um resumo (máx. 500 palavras), entre 3 a 5 palavras-chave e uma breve nota biográfica (máx. 250 palavras), e devem ser enviadas para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., até 30 de Agosto de 2023. O evento decorrerá em formato misto, presencial e online.
Local: Campus da Lhanguene, Anfiteatro da Faculdade de Ciências Naturais e Matemática, R/C – Universidade Pedagógica
Av. de Moçambique Km1, Campus de Lhanguene - Maputo – Moçambique
Cel: +258 86 857 8278
Comissão Organizadora:

  • Adolcido Matine
  • Alda Saúte Saíde
  • Ana Paula Manso
  • Bruno Cuamba
  • Filipe Pitrosse
  • Hermenegildo Lange
  • Martinho Pedro

Organização:

conferencia organizacao

© Universidade Pedagógica de Maputo 2023.

Search