Os Programas de Mestrado na Universidade Pedagógica (UP) foram introduzidos em 2008 e revistos em 2016. Actualmente as áreas cobertas são: Letras e Humanidades, Tecnológicas, Ciências Naturais e Matemáticas e Biomédicas. Os Programas de Mestrado que a UP oferece dividem-se em Académicos e Profissionalizantes.
=>Mestrados Académicos são aqueles cuja essência é a pesquisa, consubstanciada pelas Linhas de Pesquisa que orientam a composição das diferentes actividades curriculares no curso (por ex: seminários, módulos, palestras, conferências, ensaios). Este tipo de Mestrado culmina com uma Dissertação.
=>Mestrados Profissionalizantes são aqueles que visam desenvolver capacidades e competências práticas, necessárias para o exercício de uma profissão. Este tipo de Mestrado culmina com a apresentação de um Relatório de Estágio, ou um Projecto, ou uma Simulação, ou com um Exame Prático.
 Os Programas de Mestrado na UP são guiados pelos seguintes princípios curriculares:

1. Princípio da Pesquisa e da Profissionalização como núcleos da formulação e da implementação dos Mestrados;
2. Princípio da Eficiência e da Eficácia;
3. Princípio da ligação entre as Actividades Curriculares dos Módulos e a Produção Científica do mestrando;
4. Princípio da Internacionalização e da Mobilidade Docente e Estudantil;
5. Princípio da Flexibilização e Interdisciplinaridade.

Estrutura Curricular dos Mestrados Académicos
 O Mestrado Académico é constituído por três componentes: (1) Componente curricular, constituída por dois blocos: Bloco Geral e Bloco de Especialidade; (2) Componente Co-Curricular, composta pela participação em eventos científicos e; (3) Componente da Dissertação que compreende a elaboração e a participação em Seminários de Progresso da Dissertação e em outras actividades programadas pelo supervisor.

Estrutura Curricular dos Mestrados Profissionalizantes
O Mestrado Profissionalizante divide-se em três componentes: (1) Componente Curricular, constituída por dois Blocos: Bloco Geral e Bloco de Especialidade; (2) Componente Co-Curricular, composta por participação em acções de carácter profissionalizante e eventos científicos e; (3) Componente Prática que compreende a realização de Estágios, ou Projectos, ou Simulações, ou Protótipos e a participação em Seminários de Progresso.

Os cursos de mestrado da Universidade Pedagógica organizam-se obedecendo ao sistema Europe- an Credit Transfer and Accumulation System (ECTS (Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos Académicos). E também estão adaptados ao Sistema Nacional de Acumulação e Transferência de Créditos Académicos.

Os cursos têm a duração de quatro (4) semestres, incluindo um semestre de elaboração do traba- lho final de Dissertação.

Os mestrados estão estruturados em quatro (4) troncos:

i) Tronco Comum da UP,
ii) Tronco Comum de cada Faculdade,
iii) Tronco da Especialização e
iv) Tronco da Dissertação.

Os troncos i) e ii) têm ambos um total de trinta e seis (36) créditos, correspondendo a dezoito (18) créditos para cada um; o tronco iii) tem quarenta e oito (48) créditos; e o tronco iv) tem trinta e seis (36) créditos. Assim, os quatro troncos do mestrado comportam, no seu conjunto, cento e vinte (120) créditos, segundo o ECTS.

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS

A Faculdade de Ciências Sociais oferece quatro cursos: o mestrado em Ensino de Filosofia, o mestrado em Ensino de História, o mestrado em Ciências Políticas e Estudos Africanos e o mestrado em Ensino de Geografia.

Objectivos do Curso

O curso do Mestrado em Educação/Ensino de Filosofia tem como objectivos:
  • Conferir conhecimentos aprofundados nas áreas do saber filosófico e do seu ensino;
  • Abordar os problemas da Filosofia na História e actuais;
  • Fornecer ferramentas para a análise das implicações das teorias filosóficas;
  • Conferir competências pedagógicas para o ensino da Filosofia;
  • Conferir competências para o desenvolvimento curricular na área de Filosofia.

Estrutura do Curso

 

Cadeiras do Tronco Comum da UP

 

Cadeiras do Curso

 

Tronco Comum da Faculdade

Bloco de Especialização/ Seminários

Bloco de Dissertação

Obrigatórias

Teorias de Currículo

Avaliação Educacional

Filosofia Sistemática I (Teoria da Ciências)

Metodologias do   Ensino Superior

Investigação Educacional   em   Ciências Sociais

Filosofia Sistemática II (Hermeneutica)

 

 

 

Didáctica de Filosofia

 

 

 

 

Filosofia Africana

 

 

 

Ética

 

 

 

 

Filosofia Política

 

Opcionais

Educação  e  Desenvolvimento

 

Riscos Ambientais

 

Ética Aplicada

Saberes Locais e Educação

 

Sociologia da Educação

 

Pensamento Africano

 

Ética Aplicada e Democracia)

Fundamentação da Educação

Ética e Pedagogia

 

 

Filosofia da História e Mundus Globus

Ética e Políticas de Desenvolvimento

Filosofia da Educação

Economia Política

Seminário I (Teoria das Ciências)

 

 

 

Seminário II (Ética)

 

 

 

Seminário III (Educação para os Valores e Democracia)

Culturalidade, Pluriculturalidade e Interculturalidade na Educação

 

 

Seminário IV (Ubuntu Conceito Operativo da Justiça)

Objectivos

Gerais
O objectivo geral do mestrado em Educação/Ensino de História é o de formar docentes pesquisadores com uma visão multidisciplinar conseguida através de estudos em Educação, Didáctica de História, Historiografia e História Geral Comparadas, em articulação com a História Geral, Regional e Local.
Específicos
Levar o mestrando a:
  • Aprofundar conhecimentos de Didáctica de História;
  • Desenvolver competências de investigação em Educação/História;
  • Analisar crítica e fundamentadamente currículos e programas de História;
  • Desenvolver competências de mediação de conhecimentos de História no Ensino Secundário e Superior;
  • Actualizar conhecimentos de História Geral, Regional e Local;
  • Aprofundar conhecimentos da História Regional e de Moçambique.

Estrutura do Curso

 

Cadeiras do Tronco Comum da UP

Cadeiras do Curso

Tronco Comum da Faculdade

Bloco de Especialização/ Seminários

Bloco de Disser tação

Teorias de Currículo

 

Metodologia   do   Ensino Superior

 

 

 

 

Cadeiras Opcionais

 

Politicas Públicas de Educação

 

Sociologia da Educação

 

 

Filosofia da Educação

Investigação Educacional em Ciências Sociais

Avaliação Educacional

Historiografia Comparada do Século XVIII a XX I
Historiografia Comparada do Século XVIII a XX II
Antropologia Cultural de Moçambique
História Comparada do Século XX e XXI I
História Comparada do Século XX e XXI II
História Regional e de Moçambique
Temas Avançados em Didáctica de História

 

Seminários

 

Seminário I (O Lugar da História Local na Era da Globalização)

Seminário II (Construção Curricular em História)

Seminários que pode- rão ser oferecidos em outros anos (findo cada ciclo de mestrado)

Seminário III (Currículo e Diversidade no Ensino da História)

Seminário IV (Ensino e Avaliação em História)

Seminário V (Conflitos, Política, Religião e Educação)

Seminário VI (Currículo Saberes e Poderes)

Seminário VII (Territórios e Espaços Sociais)

História e Currículo Local

 

Problemas da Cons- trução Curricular em História

 

Problemas de Ensino e Avaliação em História

 

Conexões entre Saberes da História Geral, Regional e Local

 

Políticas de Governa- ção, Desenvolvimento e Educação em África e Moçambique

 

Cadeiras Opcionais

 

Riscos Ambientais

 

Pensamento Africano

 

Economia Política

O Departamento de História, apresenta o Mestrado em Ciências Políticas e Estudos Africanos, almejando dar o seu contributo (a par da formação de professores) na formação de outros técnicos, neste sentido, de gestores político-administrativos, tendo como antevisão melhorar a qualidade dos serviços públicos.

O Mestrado em Ciências Políticas e Estudos Africanos foi concebido também tendo como pano de fundo, proporcionar ao graduado uma compreensão racional dos fenómenos políticos, sociais, antropológicos, sociológicos e económicos que ocorrem contemporaneamente em África. Para isso, a estrutura de abordagem dos temas está organizada de forma a tratar dos aspectos específicos da disciplina e, posteriormente, a sua relação com a África.

Assim, a pertinência do curso reside no facto, não apenas de formar gestores político-administrativos, como também graduados que sejam capazes de interpretar correctamente fenómenos políticos, sociais e económicos, na generalidade, e os que ocorrem especificamente no continente africano e, na medida do possível, intervir sobre eles.

O curso, pelo seu carácter, impõe que as aulas ocorram privilegiando a discussão e o debate em aulas e seminários. Impõe igualmente privilegiar a pesquisa.

Para a implementação do curso conta-se com docentes, Professores Doutores especialistas nacionais e de universidades estrangeiras, sobretudo, africanas, particularmente da SADC.

O presente mestrado acolhe graduados dos cursos de História Política e Gestão Pública (HIPOGEP) e de Filosofia de Desenvolvimento Institucional (FILDI), formados na Faculdade de Ciências Sociais, o que não exclui a admissão de outros candidatos igualmente interessados com formação em Ciências Políticas, Relações Internacionais, Sociologia, Antropologia, História  e  Direito.

O modelo de formação para este mestrado privilegia o ensino, a pesquisa e a extensão. O curso funcionará no período pós-laboral, das 16 h às 21 h.

Objectivos

 

Gerais

O objectivo geral do Mestrado em Ciências Políticas e Estudos Africanos é o de formar técnicos pesquisadores com uma visão multifacetada no que concerne à concepção, planificação e execução de políticas de gestão dos bens públicos.

Específicos

Levar o mestrando a:

  1. Aprofundar conhecimentos de Ciências Políticas e de Estudos Africanos;
  2. Analisar crítica e fundamentadamente o papel dos grupos de pressão e o desenvolvimento de políticas públicas globais e nacionais.
  3. Investigar problemas de foro público, usando metodologias qualitativas de estudos de casos como estratégia de pesquisa na análise de fenómenos políticos e sociais;
  4. Desenhar projecções com vista a solução de problemas sociais a nível comunitário;
  5. Desenvolver competências de monitoramento de projectos de desenvolvimento local, nacional e regional.
  6. Desenhar estratégias de governação centradas na elevação da qualidade de vida das comunidades.

Estrutura do curso

 

Tronco  de Cadeiras Gerais

Cadeiras do Curso

Bloco de Especialização/Seminários

Bloco de Dissertação

TICs

Estatística aplicada às Ciências Sociais

Métodos de pesquisa social

Pensamento Africano

Cadeiras de especialização

Cadeiras de especialização Ética política e governação
Administração territorial e Modelos de sistemas políticos
Direito  Constitucional Administração Pública e grupos de
pressão: sociedade civil, organizações de
massas e religiosas, associações, ONG, grupos parlamentares externos: AWEPA, MARP e doadores

Geopolítica: Relações internacionais, globalização e integrações regionais

História dos modelos de governação na África Austral

História comparada dos blocos regionais africanos
Micro e Macro economia em África Etnografia e Etnologia de Moçambique

 

Ética de governação e Gestão pública.

 

História da governação e administração territorial em Moçambique.

 

Governação central e administração territorial

 

Articulação entre poderes centrais e periféricos.

 

Problemas de gestão de pequenas unidades territoriais.

 

Globalização, grupos de pressão e governação em Moçambique.

 

Cadeiras opcionais (Escolher 2 )

Política e mobilidade social
Sociologia do poder Dinâmicas sociais em
África

Ambiente: relações desiguais e pobreza (Problemas globais)

Psicologia Social

Objectivos

O Mestrado em Educação/ Ensino de Geografia tem os seguintes objectivos:

Objectivo geral

O objectivo geral do Mestrado em Educação/ Ensino de Geografia é o de formar docentes e pesquisadores com uma visão multidisciplinar no âmbito de estudos em Educação, Didáctica de Geografia, Sistema de informação geográfica, Geografia e meio ambiente.

Objectivos específicos

  1. Formar docentes e pesquisadores qualificados para as actividades de ensino e pesquisa em Geografia;
  2. Promover a compreensão dos diferentes processos de produção do conhecimento em Geo- grafia e suas relações com o ensino da disciplina;
  3. Contribuir para a formação de profissionais que possam intervir criticamente na organização e na realização dos processos educativos à nível da comunidade;

 

  1. Incentivar e consolidar grupos de pesquisa na área do ensino da Geografia em Moçambique;
  2. Desenvolver acções no sentido de aperfeiçoar o domínio dos fundamentos teóricos e proce- dimentos metodológicos do ensino e da pesquisa em Geografia;
  3. Incentivar o desenvolvimento de acções inovadoras no âmbito da formação de professores de Geografia.

Estrutura do curso

 

O curso divide-se em:
Disciplinas de tronco comum da UP e da FCSF

Disciplinas

TC da UP

TC da FCSF

Teoria do currículo

Conceito de currículo; elementos  básicos do currículo; visão tradicional de currículo; visão tecnicista de currículo; visão crítica de currículo; visão pós-estruturalista de currículo; concep- ção contemporânea de currículo e tendências actuais no estudo do  currículo;  paradigmas de currículo; paradigmas críticos de currículo; currículo e cultura; currículo e diversidade; cur- rículo e identidade; currículo e sociedade; cur- rículo e ideologia; currículo e poder; currículo e exclusão; currículo e género; politica curricular e currículo prescrito; concepção operacional de currículo; currículo formal; currículo operacio- nal; currículo percebido; currículo experiencia- do e currículo oculto.

Investigação educacional em Ciências sociais

Pelo facto de um dos alvos a que se destinam os cursos de Mestrado da Faculdade de Ciências Sociais, serem profes- sores (da UP) e outros quadros de Educação, torna-se indis- pensável a inclusão da cadeira de Investigação Educacional em Ciências Sociais. Esta cadeira aborda aspectos funda- mentais de ordem teórica e prática, com ênfase nas ques- tões éticas da pesquisa educacional em Ciências Sociais. Serão analisadas as abordagens quantitativa e qualitativa. Os objectivos que se pretedem alcançar são;

  1. Desenvolver competências que possibilitem a elabora- ção criteriosa de projectos e a realização de pesquisas na área educacional, na vertente Ciências Sociais;
  2. Abordar aspectos fundamentais de ordem teórica e prática, com ênfase nas questões éticas da pesquisa educacional em Ciências Sociais.
  3. Analisar as abordagens quantitativa e qualitativa;
  4. Dominar as técnicas de realização de trabalho cientifi- co na vertente educacional.

 

Os projectos deverão estar orientados para aspectos relati- vos à melhoria da qualidade de ensino-aprendizagem nas disciplinas de Ciências Sociais, História, Geografia e Filoso- fia; formação de professores para essas diversas áreas do saber entre outros aspectos.
Os projectos com os quais os estudantes se candidatarem ao curso deverão estar de acordo com as linhas de pesquisa da Faculdade.

 

Avaliação educacional

Com a disciplina avaliação educacional pretende-se analisar os fundamentos históricos e epistemológicos da avaliação, a sua evolução, assim como a teoria e a prática avaliativa contemporânea. Serão estudadas àreas da avaliação edu- cacional, nomeadamente, avaliação institucional, avaliação curricular, avaliação de políticas educativas, avaliação de programas, avaliação de desempenho docente e avaliação da aprendizagem.
Serão discutidas com ênfase as políticas de avaliação em Moçambique e seu impacto na melhoria da qualidade de ensino-aprendizagem.
Far-se-á o resgate de experiências avaliativas dos mestran- dos, propondo formas de avaliação mais abrangentes e formativas.


Disciplinas específicas

Disciplinas

Créditos

Desenvolvimento rural e urbano

O desenvolvimento rural é um objecto de estudo amplo, complexo e sujeito a várias abor- dagens teóricas. Numa perspectiva analitica bastante ampla pode-se conceber o desenvol- vimento rural como um processo resultante de acções articuladas, que visam conduzir a mudanças sócio-económicas e ambientais no âmbito do espaço rural para a melhoria do bem-estar das populações rurais.
No entanto em função da natureza complexa e dinamica do espaço rural, -complexidade e dinâmica determinada pelos componentes sociais económicos, edafo-climáticos e tec- nológicos , o desenvolvimento rural caracteriza-se por ser um processo permanentemente evolutivo, interactivo e hierárquico quanto aos seus resultados e pautando pela manifes- tação concreta de especificidades (no sentido lato) desses componentes a nível territorial. Tais características fazem com que o desenvolvimento rural seja um objecto que exige conhecimentos e a intervenção de outras disciplinas, transcendendo assim os recursos epis- temológicos, teóricos e analíticos restritos às tradicionais disciplinas que se têm dedicado isoladamente à reflexão sobre este tema.
O desafio que se coloca aos mestrandos é contemplar e analisar as questões contem- porâneas do meio rural a partir de vários eixos analíticos e teóricos, mas minimamente interlaçados metodicamente, permitindo a prática apoiada numa pesquisa concreta e con- tribuindo para o aprimoramento académico e a ampliação da sua capacidade docente.
Os temas que justificam esta disciplina, como o papel do Estado , o surgimento e a con- solidação da noção de agricultura familiar o aprofundamento do processo da agro-indus- trialização da produção agrícola, os novos arranjos produtivos rurais e a problemática am- biental ficam cada vez mais revitalizados e incorporados no plano das suas manfestações territoriais concretas
Com o presente programa pretende-se investir nesse sentido, comportando essencialmente os seguintes objectivos gerais:

  1. Aprofundar a compreensão das realidades agrárias complexas;
  2. Analisar e avaliar a concepção, a gestão e a execução de projectos educacionais no meio rural
  3. Investigar a implementação de políticas públicas através da análise e avaliação das acções de desenvolvimento implementadas a nível regional (distrito) e local, e
  4. . Analisar os impactos e implicações das políticas públicas actuais baseadas na descen- tralização e na participação das populações rurais.

 

O desenvolvimento urbano abrange domínios muito vastos, cuja transversalidade engloba áreas tão diversas como a saúde, a educação, o transporte, o emprego, a habitação, a cultura, a qualidade de vida, o ambiente e o ordenamento territorial.
Tendo em conta os antecedentes académicos dos mestrandos o programa de desenvol- vimento urbano dedicará maior atenção a protecção e promoção da saúde humana, em particular os resíduos sólidos e esgotos, as áreas verdes, e o ordenamento territorial na perspectiva de sustentabilidade dos centros urbanos.
A sustentabilidade do desenvolvimento urbano é definida por muitos parâmetros relativos à disponibilidade de suprimento de água, qualidade do ar e existência de uma infra-estru- tura ambiental de saneamento e maneio dos resíduos.

 

 

7


Didáctica da geografia e práticas de ensino-aprendizagem

A disciplina de Didáctica da Geografia e Práticas de ensino-aprendizagem visa discutir as relações entre a teoria e método no processo de ensino-aprendizagem, aprofundando os aspectos de planificação, execução e avaliação das actividades em sala de aula e do traba- lho de campo, nomeadamente da excursão geográfica, com vista à melhoria da qualidade de ensino, tendo em conta a actual contradição entre a globalização e a fragmentação do conhecimento.
A discussão da geografia como disciplina escolar e os pressupostos teóricos e práticos para a selecção dos conteúdos nos diferentes níveis de ensino são também aspectos importan- tes a ter em conta nesta disciplina.
Na disciplina pretende-se analisar criticamente a bibliogafia existente na ciência geográfi- ca e para o ensino da Geografia.

 

10

 

Mudanças ambientais globais

A disciplina de Mudanças Ambientais Globais visa discutir as interligações complexas entre fenómenos biofísicos e humanos que causam as mudanças ambientais de escala global utilizando uma abordagem geográfica. Como forma de operacionalizar o conceito de mu- danças ambientais globais será usado o modelo que considera as transformações ao longo do tempo no uso e na cobertura da terra a diferentes esclas (Global-Local) no contexto de uma interação dinâmica e complexa como sendo as causas das mudanças na composição e comportamento das geosferas ou geocomponentes(atmosfera, hidrosfera, crusta terres- tre e biosfera) e seus impactos na sociedade humana.
A disciplina proporcionará oportunidade para analisar e discutir modelos visando o desen- volvimento sustentável, as acções em curso no nosso país em África e no mundo, atráves de convénios e outros acordos, sanções e incentivos incluindo a educação ambiental com vista a solução dos problemas ambientais globais. Os estudantes serão também motivados a apreciar e discutir as estratégias das comunidades locais usando o conhecimento tra- dicional com vista a mitigar o impacto das mudanças ambientais globais principalmente variabilidade climática.
Para complementar os dados da análise bibliográfica será feita uma excursão e serão usa- das a metodologia de sensoriamento remoto para a análise e discussão das mudanças no uso e cobertura da terra em colaboração com disciplina de Fundamentos do Sistema de
Informação Geográfica.

 

7

Fundamentos do Sistema de Informação Geográfica

As rápidas mudanças de fenómenos físico-geográficos, sócio-económicos e políticos a nível local, regional e global derivam da necessidade crescente de actualização de informações referentes aos espaços geográficos à essas mudanças. O sistema de informação geográfico, apoiado em banco de dados, associado ao terreno, a disciplina de Fundamentos do Siste- ma de Informação Geográfica visa entre outras:

  1. Possibilitar a aquisição dos dados das mais variantes fontes e fenómenos, homogeineiza- los, geri-los e exibi-los em padrões definidos, representar os espaços geográficos relativos;
  2. Veicular conhecimentos necessários que permitam a aplicação desta ferramenta ao nível da elaboração de projectos e na resolução de problemas concretos de ordenamento e gestão dos recursos associados aos espaços geográficos;
  3. Aplicar conhecimentos envolvendo áreas de habitats naturais e migrações, gestão de solos e florestas.

 

População                                          e                                          Desenvolvimento                         7
Sylabus: Desenvolvimento e sustentabilidade. População como agente activo e destinatário do desenvolvimento. Recursos demográficos como componentes vitais da sustentabilidade. Repartição espacial da população e o uso de recursos naturais. Diversidade de padrões demo- gráficos, mudanças populacionais e sua relação com as questões ambientais. Desenvolvimen- to comunitário. Género e desenvolvimento. Globalização. Mudanças globais nos factores dos principais processos geográficos na: população e migração, povoamento, agricultura, indústria, serviços, terrorismo internacional. O impacto do reajustamento estrutural nos países pobres, integração  regional.

 

Disciplinas opcionais:

Disciplinas

Créditos

Disciplinas

5

Formação de professores de Geografia em Moçambique

3

Transposição didáctica

3

 

FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA

A FCNM possui condições favoráveis, em termos de recursos humanos, à abertura de novos cursos e pode providenciar no mais alto nível de formação os cursos de pós-graduação em Ciências de Educação e com especialização em ensino de Ciências Naturais, e Matemática.

O programa de Mestrado recebe o nome de Mestrado em Educação, devendo-se para efeitos curriculares e legais, indicar as áreas científicas nas quais o graduado se especializou dentro das Ciências Naturais e Matemática. O Mestrado em Educação de Ciências Naturais e Matemática possui a equivalência internacional de Master of Education, abreviado como Med.

Estrutura do Curso

 

Cadeiras do Tronco Comum da UP

Cadeiras do Curso

Tronco Comum da Faculdade

Tronco de Especiali- zação/Seminários

Tronco de Especiali- zação/Seminários

Teorias do Currículo

Investigação em Educação (Biologia)

História e Filosofia no Ensino da Biologia

Contribuições da História e da Filosofia no Ensino de Biologia

Metodologia   do   Ensino Superior

Analise   Estatística   na Educação

Análise, Desenho e Desenvolvimento Curricular  para as Disciplinas de Ciências Naturais e Biologia

Ensino de Biologia e Desenvolvimento Curricular

Filosofia da Educação

Tecnologias de Informação e Multimédia na Educação/Programação

Etnobiologia

Etnobiologia  e  o  Ensino de Biologia

Sociologia da Educação

 

Teoria de Ensino e Aprendizagem na Disciplina de Biologia

Etnobiologia  e  o  Ensino de Biologia

Políticas Públicas em Educação

 

Construtivismo  Educacional e Ensino de Biologia

Tecnologias de Informação e comunicação e Ensino de Biologia

 

Didáctica de Biologia

Formação de professores num contexto construtivista

 

Ensino de Biologia: propostas para uma acção didáctica

Princípios da Educação Ambiental

Educação   Ambiental   e Saúde Pública

Estrutura do Curso

 

Cadeiras do Tronco Comum da UP

Cadeiras do Curso

Tronco Comum da Faculdade

Tronco de Especialização/Seminários

Tronco
de Dissertação

Metodologia   do   Ensino Superior

Investigação em Educação

Metodologia   de   Investigação Cientifica em Física

Recursos Didácticos para o Ensino de Física

Teorias do Currículo

Análise   Estatística   na Educação

Didáctica de Física

Concepções   Prévias   e Mudanças Conceituais

Filosofia da Educação

Tecnologias de Informação e Multimédia na Educação /Programação OOP

História da Física

Ensino Aberto, Ambiente e Estações de Aprendizagem de Física

Sociologia da Educação

Historia, Filosofia e o Ensino das Ciências Naturais e Matemática

Laboratórios de Física

Tecnologias  de  Informação e Ensino de Física

Políticas Públicas em Educação

Interacção entre a Ciência, Tecnologia, Sociedade e Educação

Tópicos Avançados da Física

Física, Meio Ambiente  e Cultura (Etnofísica)

 

 

Fundamentos de Oceanografia

 

 

 

Fundamentos de Astronomia

 

 

 

Fundamentos de Meteorologia

 

Objectivos Gerais

  • Desenvolver no estudante um quadro de referências sobre as principais tendências na pesquisa da educação matemática na região e no mundo;
  • Familiarizar o estudante com os problemas específicos da educação matemática em Moçambique (p. e. desenvolvimento do cálculo mental a partir das línguas Bantu, estimação e visualização geométrica, mecanização do raciocínio matemático);
  • Habilitar o estudante a conceber e desenvolver um projecto de pesquisa tendo como base as problemáticas do ensino e aprendizagem da matemática em Moçambique (i. e. ser capaz de levar a cabo uma experiência, desde a sua preparação, passando por monitorização, avaliação e apresentação de conclusões/ elaboração da dissertação);
  • Conferir o grau de Mestre em Educação Matemática, mediante o cumprimento das exigências didático-científicas do Programa;
  • Proporcionar espaços de discussões e planeamento de acções que busquem a contemporaneidade das discussões científicas, tecnológicas e epistemológicas e suas implicações éticas e filisóficas no dia-a-dia.

 

Objectivos Específicos

  • Investigar processos que levem a acções efectivas no sistema de ensino da Matemática em todos níveis do Sistema Nacional de Educação (SNE);
  • Equacionar de forma teórica e prática acções relativas ao sistema de ciência e de Matemática (que, historicamente, tem sido aplicadas aos diversos processos de ensino-aprendizagem propostos ou em desenvovimento no SNE;
  • Discutir e pesquisar formas para o ensino da Matemática no contexto moçambicano e de construcção colectiva;
  • Analisar as implicações da Matemática em seus aspectos interrelacionadas de Ciência-Tecnologia-Sociedade para o meio ambiente e a sociedade;
  • Investigar a complexidade de aspectos referentes à natureza da Matemática, tais como sua linguagem, seus modelos, seus paradigmas, suas polêmicas, sua(s) história(s), seus conflitos epistemológicos e suas ideologias;
  • Elaborar meios para divulgação/popularização da Matemática nos diferentes níveis de ensino.

 

Estrutura do Curso

Cadeiras do Tronco Comum da UP

Cadeiras do Curso

Tronco Comum da Faculdade

Tronco de Especialização/Seminários

Tronco
de Dissertação

Metodologia   do   Ensino Superior

Investigação em Educação

Temas Fundamentais da Álgebra

Currículo de Matemática e Formação de Profes- sores

Teorias do Currículo

Analise Estatística na Educação

Temas Fundamentais de Geometria

Historia, Epistemologia e Didáctica de Matemática

Filosofia da Educação

Tecnologias de Informação e Multimédia na Educação/Programação OOP

Temas Fundamentais de Calculo

Tecnologias  Educacionais na Matemática

Sociologia da Educação

Historia, Filosofia e o Ensino das Ciências Naturais e Matemática

Tópicos Avançados da Didáctica da Matemática

 

Políticas Públicas em Educação

Interacção entre a Ciência, Tecnologia, Sociedade e Educação

História da Matemática em Ensino

 

 

 

Tópicos Avançados da Matemática

 

 

 

Etnomatemática e Educação

 

 

 

Avaliação em Educação Matemática

 

 

 

Laboratório de Matemática e Ensino

 

Estrutura do Curso

Cadeiras do Tronco Comum da UP

Cadeiras do Curso

Tronco Comum da Faculdade

Tronco de Especialização/Seminários

Tronco
de Dissertação

Metodologia   do   Ensino Superior

Investigação em Educação

Química  e  Valorização  dos Produtos Naturais

Interacção Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ensino de Química

Teorias do Currículo

Analise   Estatística   na Educação

Métodos  Analíticos  Experimentais Emergentes

Produtos Naturais e suas Aplicações Tecnológicas

Filosofia da Educação

Tecnologias de Informação e Multimédia na Educação/Programação OOP

Química,  Meio  Ambiente  e Educação Ambiental

Métodos Analíticos Experimentais Emergentes

Sociologia da Educação

Historia, Filosofia e o Ensino das Ciências Naturais e Matemática

Desenho e Desenvolvimento de Materiais Instrucionais em Química

Produção de Recursos Didácticos na Base de Materiais Simples

Políticas        Públicas        em Educação

Interacção entre a Ciência, Tecnologia, Sociedade e Educação

Didáctica e Práticas de Ensino de Química

Tecnologias de Informação e o Ensino de Química

 

 

Laboratórios de Química

 

 

 

 

Química,  Meio  Ambiente e Educação Ambiental

 

 

 

Didáctica  e  Praticas  de Ensino de Química

 

 

 

História e Filosofia da Ciência e o Ensino da Química

FACULDADE DE CIÊNCIAS DA LINGUAGUEM, COMUNICAÇÃO E ARTES

A Faculdade de Ciências da Linguagem, Comunicação e Artes da Universidade Pedagógica conta com dois cursos de pós-graduação, nomeadamente: Mestrado em Interpretação de Conferências e Tradução.

Objectivos do Curso

Os objectivos gerais do Mestrado em Interpretação de Conferência são os seguintes:

  • Formar intérpretes de Conferência de língua activa Portuguesa com competência para traba- lhar em organismos e instituições supranacionais e internacionais;
  • Formar intérpretes de Conferência que trabalham do Português para outras línguas activas com competência para trabalhar em organismos e instituições supranacionais e internacionais;
  • Contribuir para a qualificação de intérpretes de Conferência de língua activa Portuguesa;
  • Promover o uso da Língua Portuguesa no continente africano e entre países de Língua por- tuguesa e outros;
  • Desenvolver a área científica da interpretação no contexto académico Africano, respondendo, desta forma, a uma necessidade identificada pela Organização das Nações Unidas;
  • Incrementar a participação dos docentes da UP em redes de leccionação e de investigação com as universidades nacionais e estrangeiras;
  • Promover o uso das Novas Tecnologias adaptadas ao ensino e à prática da interpretação.

Conteúdo dos módulos

Interculturalidade
Syllabus: Teoria da Cultura. Cultura e Política. Cultura Local e Cultura-Mundo. Língua e Cultura.
Bragança de Miranda (2007), Eliot (1996), Firmino   (2002), Leclerc (2000), Lévy (2004),
Lipovetsky e Serroy (2010), Remotti (1995), Semprini (1997), Valdes (1986).

 

 

Créditos 4

Técnicas de Interpretação I
Syllabus: Abstracção, concentração, escuta activa. Análise e síntese do discurso. Registo discursivo. Exercícios práticos de interpretação pura. A interpretação no contexto moçam- bicano e regional.
Baigorri-Jalón (2004), Bao (2002), De Manuel Jérez (2003), Gile (1995)

 

 

Créditos 5

Produção de Português Oral I
Syllabus:  Desenvolvimento da competência oral em Língua Portuguesa. Variedade lexical e sintáctica no discurso oral. Análise e síntese. Adequação do registo a contextos formais. Cunha e Cintra (1997), Lopes e tal. (2002), Mateus, M.H.M (1989), Peres e Móia (1995)

 

Créditos 4

Técnicas de Interpretação II
Syllabus: Análise e síntese do discurso. A divisão da atenção. A Teoria e Introdução à Prática da Tomada de Notas.
Baigorri-Jalón (2004), Bao (2002), De Manuel Jérez (2003), Gile (1995)

 

Créditos 5

Terminologia
Syllabus: Métodos de pesquisa. Preparação temática e terminológica. Elaboração de glos- sários. Fórmulas discursivas. Terminologia institucional.
Hantim e Nason (1997), Martins & Mabilat (2005)

 

Créditos 4

Interpretação Consecutiva I
Syllabus: Desenvolvimento da prática de tomada de notas. Estruturas, raciocínios e in- tenções discursivas. Técnicas e estratégias diferenciadas de tomada de notas. Leitura e produção do discurso.
Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993), Rozan (2002), Seleskovitch
(1975)

 

 

Créditos 6

Seminário: Pensamento Africano
Syllabus: Desenvolvimento do pensamento africano. O movimento da negritude e do pan- africanismo. Senghor, N’krumah, Mondlane e outros. Independências e Liberdades. Tradi- ção e Modernidades.
P.E.A. (1987), Lara (2000), Lopes (2001), Ngoenha (1993)

 

 

Créditos 4

Interpretação Simultânea I
Syllabus: Teoria da interpretação simultânea. Introdução à prática da interpretação simul- tânea. Escuta, análise, produção oral. Introdução ao meio de trabalho.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Jones (2002)

 

 

Créditos 5

Interpretação Consecutiva II
Syllabus: Interpretação consecutiva avançada. Aperfeiçoamento do código do intérprete. Adaptação e contextualização do discurso. Técnicas e estratégias de resolução de proble- mas.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003), Rozan (2002), Seleskovitch (1975)

 

 

Créditos 5

Interpretação Simultânea II
Syllabus: Consolidação das técnicas de interpretação simultânea. Lógica e coerência dis- cursiva. Controlo da produção oral. Palavras versus ideias. Técnicas de expressão para in- térpretes. Adaptação e contextualização do discurso.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003)

 

 

Créditos 5

Produção do Português Oral II
Syllabus: Desenvolvimento da competência oral em Língua Portuguesa. Variedade lexical e sintáctica no discurso oral. Análise e síntese. Interferências lexicais, sintácticas e retóricas na produção oral. Os métodos de expansão do vocabulário activo.
Cunha e Cintra (1997), Dias (2009), Mateus, M.H.M (1989), Peres e Móia (1995)

 

 

Créditos 4

Interpretação Simultânea III
Syllabus: Tradução à vista. Automatismos e fórmulas. Antecipação e dedução. Distância e recuo. Divisão do esforço. Estratégias de resolução de problemas. Análise do discurso em tempo real.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003), Pochhacker (2002), Tennent (2005)

 

 

Créditos 5

Teoria e Deontologia da Interpretação
Syllabus: A Génese da Interpretação Simultânea: os julgamentos de Nuremberga e a ONU; Teorias da Interpretação; O Multilinguismo nas Organizações Internacionais; Condições físicas e contratuais de trabalho; A Carreira de Intérprete; A Deontologia, o Profissionalismo e o Sigilo Profissonal.
Seleskovitch (1968), Seleskovitch e Lederer (2002), Shiyab e Gaddis Rose (2010)

 

 

Créditos 4

Relações Internacionais
Syllabus: A Organização das Nações Unidas. A Guerra Fria. O Fim do Comunismo na Europa e a Nova Ordem Mundial. A História da África pós-colonial. As Organizações de Integração Regional.
Boniface (2009), Griffiths e Terry (2007)

 

 

Créditos 5

Interpretação Simultânea IV
Syllabus: Discursos formais e políticos, nos contextos nacional, regional e africano. Inter- pretação com texto e a sua preparação. Conteúdo, forma e comunicação emissor-receptor. Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003), Pochhacker (2002), Tennent (2005)

 

 

Créditos 5

Produção de Inglês Oral (opcional) Produção de Francês Oral  (opcional)
Syllabus: Construção, estruturação e intenção do discurso. Lógica e encadeamento de ideias na produção oral. Síntaxe e retórica comparadas. Registo formal. Exercícios práticos. Aaron (2005), Carvalho (2005), Goshgarian (2001), Sharton e Neuleib (2001)
Rodier et Duraton (2000), Martins et Mabilat (2005) Blanch (2002) Leblanc (2002).

 

 

Créditos 5

Interpretação Consecutiva III
Syllabus: Técnicas de interpretação para a segunda língua. Síntese e ritmo. Autenticidade versus literalidade. Adaptação linguística e cultural do discurso. Desenvolvimento da práti- ca discursiva em língua estrangeira. Interpretaçao de ligação e de diálogos.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003), Rozan (2002), Seleskovitch (1975)

 

 

Créditos 7

Interpretação  Simultânea V
Syllabus: Interpretação simultânea para a segunda língua activa. Técnicas, estratégias e métodos na segunda língua. Síntese e ritmo. Autenticidade versus literalidade. Adaptação linguística e cultural do discurso. Desenvolvimento da prática discursiva em língua estran- geira.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003), Pochhacker (2002), Tennent (2005)

 

 

Créditos 7

Interpretação Consecutiva Técnica
Syllabus: Desenvolvimento e aperfeiçoamento das técnicas, estratégias e métodos utili- zados na interpretação consecutiva bi-direccional. Preparação temática e terminológica. Exercícios práticos de interpretação técnica avançada.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003), Rozan (2002), Seleskovitch (1975)

 

 

Créditos 7

Interpretação Simultânea Técnica
Syllabus: Desenvolvimento e aperfeiçoamento das técnicas, estratégias e métodos uti- lizados na interpretação simultânea bi-direccional. Preparação temática e terminológica. Exercícios práticos de interpretação técnica avançada.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003), Pochhacker (2002), Tennent (2005)

 

 

Créditos 7

Interpretação Simultânea Técnica
Syllabus: Desenvolvimento e aperfeiçoamento das técnicas, estratégias e métodos uti- lizados na interpretação simultânea bi-direccional. Preparação temática e terminológica. Exercícios práticos de interpretação técnica avançada.
Hantim e Nason (1997), Iglesais Férnandez (2007), Gillies (2007), Gran e Dodds (1993),
Kelly (2003), Pochhacker (2002), Tennent (2005)

 

 

Créditos 7

Seminário de Orientação/Estágio
Syllabus: Preparação do Exame Prático Profissionalizante. Orientação prática especializada e individualizada. Interpretações consecutivas e simultâneas. Auto-análise, auto-avaliação e reflexão crítica.

 

Créditos 7

Exame Prático Profissionalizante
O exame prático profissionalizante consiste nas seguintes avaliações:

  • Exame de Interpretação Consecutiva de Língua B para Língua A*;
  • Exame de Interpretação Consecutiva da Língua A para Língua B e/ou de Língua C para Língua A;
  • Exame de Interpretação Simultânea de Língua B para Língua A;
  • Exame de Interpretação Simultânea com texto de Língua B para Língua A;
  • Exame de Interpretação Simultânea de Língua A para Língua B e/ou de Língua C para Língua A;
  • Exame de Interpretação Simultânea com texto de Língua A para Língua B e/ou de

Língua C para Língua A.

* Definições:            Língua A – primeira língua activa do aluno
Língua B – segunda língua activa do aluno Língua C – língua passiva do aluno

Os estudantes farão os exames que correspondem ao seu perfil linguístico, sendo que os perfis linguísticos admissíveis são: A-B, A-C, A-B-C, A-C-C.

Créditos 7

Objectivos do Curso

Os objectivos gerais do Mestrado em Tradução são os seguintes:

  • Formar tradutores de língua activa Portuguesa;
  • Formar tradutores de língua passiva portuguesa;
  • Contribuir para uma maior qualificação de tradutores de língua Portuguesa;
  • Promover o uso da Língua Portuguesa no continente africano e entre países de Língua por- tuguesa e outros;
  • Incrementar a participação dos docentes da UP em redes de leccionação e de investigação com as universidades nacionais e estrangeiras;
  • Promover o uso das tecnologias de apoio à tradução.

Créditos

Abaixo, os créditos de cada módulo e semestre determinados de acordo com o sistema de Bolonha.

 

Cadeiras/Seminários

 

Código

 

Semestre

Tempo de Trabalho

Créditos

Obs.

Total

Contacto

Indep.

BOL

5ºano 1 º semestre

 

 

 

 

 

 

 

Produção do Português Escrito I (UP)

UP_FCLCA_MT_501_A_4

5A

120

40

80

4

Obrigatória

Interculturalidade (UP)

UP_FCLCA_MT_502_A_4

5A

120

40

80

4

Obrigatória

Produção e Retroversão do Inglês
Escrito I (UP) Ou Produção e Retroversão do Francês Escrito I (UP)

 

 

UP_FCLCA_MT_503_A_5

 

 

5A

 

 

150

 

 

50

 

 

100

 

 

5

 

 

Opcional

Metodologias da Tradução (UP)

UP_FCLCA_MT_504_A_4

5A

120

40

80

4

Obrigatória

Tecnologias de Apoio à Tradução I (FLUL)

UP_FCLCA_MT_505_A_5

5A

150

50

100

5

Obrigatória

Tradução Técnica I (Direito Comercial Internacional) (FLUL)

 

UP_FCLCA_MT_506_A_6

 

5A

 

180

 

60

 

120

 

6

 

Obrigatória

Sub-Total

 

 

840

280

560

28

 

5ºano 2 º semestre

 

 

 

 

 

 

 

Seminário: Pensamento Africano I (UP)

UP_FCLCA_MT_501_B_4

5B

120

40

80

4

Obrigatória

Relações Internacionais (UP)

UP_FCLCA_MT_502_B_5

5B

150

50

100

5

Obrigatória

Tecnologias de Apoio à Tradução II (FLUL)

UP_FCLCA_MT_503_B_5

5B

150

50

100

5

Obrigatória

Produção do Português Escrito II (UP)

UP_FCLCA_MT_504_B_4

5B

120

40

80

4

Obrigatória

Língua, Discurso e Tradução (FLUL)

UP_FCLCA_MT_505_B_5

5B

150

50

100

5

Obrigatória

Tradução Técnica II (Direito Comercial Internacional) (FLUL)

 

UP_FCLCA_MT_506_B_5

 

5B

 

150

 

50

 

100

 

5

 

Obrigatória

Produção e Retroversão do Inglês
Escrito II (UP) Ou Produção e Retroversão do Francês Escrito II (UP)

 

UP_FCLCA_MT_507_B_4

 

5B

 

150

 

50

 

100

 

4

 

Opcional

Sub-Total

 

 

960

320

640

32

 

6ºano 1 º semestre

 

 

 

 

 

 

 

Seminário: Pensamento Africano II (UP)

UP_FCLCA_MT_601_A_4

6A

120

40

80

4

Obrigatória

Produção do Português Escrito III (UP)

UP_FCLCA_MT_602_A_4

6A

120

40

80

4

Obrigatória

Métodos de Investigação (UP)

UP_FCLCA_MT_603_A_6

6A

180

60

120

6

Obrigatória

TraduçãoTécnica III (Economia e Gestão) (FLUL)

UP_FCLCA_MT_604_A_7

6A

210

70

140

7

Obrigatória

Seminário de Orientação – Trabalho de Projecto I (FLUL e UP)

 

UP_FCLCA_MT_605_A_9

 

6A

 

360

 

120

 

240

 

12

 

Obrigatória

Sub-Total

 

 

900

300

600

30

 

6ºano 2 º semestre

 

 

 

 

 

 

 

Seminário de Orientação – Trabalho de

 

 

 

 

 

 

 

Projecto II (FLUL e UP)

UP_FCLCA_MT_601_B_9

6B

270

90

180

12

Obrigatória

Exame Final (Apresentação e Defesa do Projecto – 1ª e 2ª época) (FLUL e UP)

 

UP_FCLCA_MT_602_B_9

 

6B

 

450

 

150

 

300

 

15

 

Obrigatória

Sub-Total

 

 

990

330

660

27

 

Total

 

 

3690

1230

2460

120

 

ESCOLA SUPERIOR TÉCNICA

A Escola Superior Técnica oferece dois cursos: o mestrado em Informática Educacional e o mestra- do em Educação Visual

 

Cadeiras do Tronco comum da UP

Cadeiras do Curso

Tronco comum da ESTEC

Tronco da Especialização

Tronco de Dissertação

Teorias do Currículo

Análise   Estatística   na Educação

Tecnologia, Aprendizagem e Complexidade

Linha de Pesquisa I

Políticas Públicas para EAD e para Informática Educativa

Metodologia do Ensino Superior

Web Design

Sentido e Autoria em ambientes virtuais de aprendizagem, numa perspectiva ético-estética

Linha de Pesquisa II

Paradigmas para a pesquisa sobre o ensino científico e tecnológico

Filosofia da Educação

Tópicos  avançados  de Informática

Ética Informática, Empreendedorismo e sua Implicação sócio-cultural

Linha de Pesquisa III

Interfaces digitais em educação, arte, linguagem e cognição

Sociologia da          Edu- cação

Teleducação/ Tecnologia Educacional

Arte  e  Comunicação  Multi- média

Linha de Pesquisa IV

Design, Produção e Avaliação de Aplicações Multimédia para a Educação

Políticas Públicas em Educação

Fundamentos da Didáctica e Práticas de Ensino da Informática

Robótica Educacional

 

 

 

Ensino baseado na Web & a Aprendizagem on-Line

 

 

 

Avaliação  de  materiais  Instrucionais interactivos

 

Objectivos do Curso

O curso do Mestrado em Educação/Educação Visual tem como objectivos:

  • Conferir conhecimentos aprofundados nas áreas do saber das Artes Visuais e plasticas e do seu ensino;
  • Abordar os problemas da Filosofia e da História das artes actuais;
  • Fornecer ferramentas para a análise das implicações das teorias de evolução do signo gráfico na expressão visual e plástica;
  • Conferir competências psico-pedagógicas para o ensino da Educação Visual
  • Conferir competências para o desenvolvimento curricular na área de Educação artística.

Estrutura do Curso

 

Cadeiras do Tronco Comum da UP

 

Cadeiras do Curso

 

Tronco Comum da Faculdade

Bloco de Especialização/Seminários

Bloco de Dissertação

Obrigatórias

Obrigatórias

Obrigatórias

 

Teorias de Currículo

Investigação em Educação

Fundamentos e praticas de Ensino e Aprendizagem em Educação Visual e plástica

Educação  Estatística:

  1. Desenho Infantil
  2. Literacia   Visual   e Criatividade
  3. Património   Cultural e Artístico
  4. Formação de Professores
  5. Multimedia na Educação

Metodologias  do  Ensino Superior

Analise   Estatística   na Educação

Fundamentos e praticas de Ensino e Aprendizagem em Educação Visual e plástica

História da Arte e Estética

 

 

Património Cultural e Arístico - Arte Erudita e Arte Popular

Design e Multimedia

 

 

Literacia Visual e Psicossociologia da Educação Artística

Comunicação e Cultura

 

 

Imaginário e Criatividade nas Artes Visuais

 

 

 

Seminário de Dissertação

 

Opcionais

Opcionais

Opcionais

 

Educação e Desenvolvimento

Estudos complementares - programação Visual

Pensamento   crítico   e Educação  Estética

 

Sociologia da Educação

Computação Gráfica e Imagem e Marketing

Historia e o Ensino das Artes visuais

 

Filosofia da Educação

Tecnologia das artes visuais e design multi- média

Didáctica   das   Representações Geométricas

 

 

 

Geometria Descritiva e sua Didáctica

 

Contacte-nos

  • Endereço:
    REITORIA - Rua João Carlos Raposo Beirão nº 135 Maputo, Moçambique

  • Telefone: (+258) 21 30 67 09
    (+258) 21 32 08 60/2

  • Fax: (+258) 21 31 21 13

heraldica2

© 2017 CIUP - Centro de Informática da Universidade Pedagogica. Todos os direitos reservados.